Festival promove destinos turísticos brasileiros na Itália

Embratur e Ministério da Defesa ajustam detalhes para evento em homenagem aos combatentes brasileiros da Segunda Guerra Mundial

0

O presidente da Embratur, Vinicius Lummertz apresentou, em audiência no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (17), o planejamento para a realização do Festival Entre Amigos – Brasil e Itália, que acontece no dia 25 de abril na cidade de Pistoia, na Itália. A concepção do evento, promovido pela autarquia em conjunto com Ministério da Defesa, é homenagear os combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que serviram no país, durante a Segunda Guerra Mundial.

O evento fará parte das comemorações da libertação de cidades italianas pelas forças militares brasileiras (a Itália estava dominada pelos alemães) e incluirá gastronomia, cultura, música e turismo, com a promoção de produtos turísticos brasileiros. Entre os objetivos principais do festival está o estímulo ao fluxo de turistas entre os dois países. De acordo com Lummertz, o festival será uma grande oportunidade de homenagear os soldados brasileiros, fortalecer a história e valorizar a cultura nacional, além de promover o Destino Brasil na região de presença da FEB na Itália.

“O Festival celebra a amizade e vamos selar o compromisso de países irmãos, não apenas o reconhecimento de nosso poder de cuidar e proteger, mas ainda uma oportunidade de através desses valores divulgar o país para atração de mais turistas italianos, que poderão vivenciar nossa natureza exuberante, cultura, gastronomia e a alegria de bem receber”, explica. Em 2016, aproximadamente 200 mil italianos visitaram o Brasil. A região é rica e pode ser considerada um polo emissor de turistas

O planejamento do festival prevê apresentações musicais de artistas brasileiros e italianos, encontros gastronômicos com pratos típicos da culinária dos dois países, coletivas de imprensa, presença de jornalistas brasileiros e da mídia local e ações de relações públicas, além da “Caravana da homenagem” pela cidade de Pistoia, com a presença de parentes dos “pracinhas”, como eram conhecidos os militares brasileiros, para acompanhar de perto as homenagens.

O ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional da presidência da República, General Sérgio Etchegoyen, se mostrou bastante satisfeito com as propostas da autarquia para o festival e definiu que, no início de fevereiro, um grupo de trabalho irá até a Itália para uma visita técnica para viabilização do evento. Em março, será realizada outra reunião para definir os detalhes finais. “Os brasileiros são vistos como libertadores. No dia 25 de abril, feriado nacional no país, o Brasil estará bem representado na festa que os italianos promovem anualmente”, afirmou.

A audiência contou com participação de Alessandro Candeas, embaixador e chefe de gabinete do ministério da Defesa, representando o ministro Raul Jungmann, do chefe de gabinete da secretaria-geral da presidência da república, Antônio Thomaz Lessa, dos Coronéis Benetti e Leitão, do exército brasileiro e de Duílio Malfatti, secretário de Publicidade e Promoção da Secom, além da comitiva da Embratur, completada pelo chefe de gabinete Marcelo Costa, pelo diretor de marketing, Walter Vasconcelos e o coordenador de Marketing Digital da autarquia, Tiago Tomazella.

FEB

A Força Expedicionária Brasileira (FEB) desembarcou na Itália no dia 16 de julho de 1944 com mais de 25 mil homens e mulheres que lutaram ao lado dos aliados na Itália durante a segunda guerra mundial. Destes, 465 soldados brasileiros morreram em combate durante a luta pela libertação contra a Alemanha Nazista (1944-1945) e foram enterrados no cemitério de Pistóia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.