22.7 C
Rio de Janeiro
sábado, 20 de julho de 2019 7:2613
- Publicidade -

Novo referendo no Reino Unido sobre UE revogaria “Brexit”, diz pesquisa

Um hipotético novo referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) revogaria o “Brexit”, a decisão adotada por este país em 2016 de deixar o bloco comunitário, segundo revela uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira.

A pesquisa, elaborada ontem pela empresa ComRes para o tabloide britânico “Daily Mirror” com entrevistas com mais de mil pessoas, revelou que 55% dos indagados respaldaria agora a opção de continuar dentro da UE, frente a 45% que optaria pela saída.

- Advertisement -

No referendo europeu realizado em 23 de junho de 2016, 52% da população optou pela saída do país, frente ao 48% que se mostrou partidário de continuar fazendo parte do bloco.

Os consultados, no entanto, mostraram pouca vontade de voltar às urnas sobre esse assunto, segundo o jornal, já que apenas 43% foi partidário de uma nova consulta, frente ao 51% contrário a esta ideia.

Em outro âmbito, apenas 30% dos consultados manifestou sua confiança em que a primeira-ministra britânica, Theresa May, obterá um bom acordo para o “Brexit” nas negociações com a UE, comparado com o 65% que opinou o contrário.

Esta pesquisa é divulgada um dia depois de o político britânico Nigel Farage, ex-líder do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), afirmar que talvez uma segunda consulta sobre a UE corroboraria a vitória do “Brexit”.

Essas declarações de uma das figuras mais destacadas a favor da saída ressuscitaram neste país o debate sobre a conveniência de realizar uma segunda consulta.

Segundo opinou ontem o polêmico político à emissora britânica “Channel 5”, uma nova votação sobre a continuidade na UE “terminaria com os lamentos” dos opositores da saída, prevista para março de 2019.

Farage considerou que “a porcentagem que votaria a favor da saída na próxima vez seria muito maior que o que houve na última vez”.

Perante o rebuliço gerado pelas suas declarações, o político ressaltou, em declarações ao jornal “Daily Telegraph”, que “não quer um segundo referendo”, embora “tema que o parlamento imponha essa opção ao país”.

Por sua parte, a primeira-ministra britânica reforçou que um segundo referendo representaria uma traição aos eleitores e derivaria em um acordo ruim com Bruxelas.

EFE

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias

Vasco da Gama vence o Fluminense de virada em São Januário lotado, veja os gols

Na abertura da 11ª rodada, Cruzmaltino leva a melhor no clássico carioca, vence por 2 a 1 e se afasta da zona de rebaixamento

Polícia localiza cemitério clandestino usado por milícia em Queimados

Eles teriam sido assassinados pelo grupo criminoso Caçadores de Ganso

Liesa define ordem do desfile de escolas de samba no carnaval do Rio

Ao todo, 13 escolas vão desfilam no Grupo Especial em 2020

Ex-goleiro Bruno sai da prisão e vai para regime semiaberto

Ele foi condenado a 20 anos pelo homicídio de Elisa Samudio

Silvio Santos recebe o craque Neymar

O “Programa Silvio Santos” deste domingo, 21 de julho, recebe a visita especial do jogador Neymar.

Etiene Medeiros foca nos 50 metros costas e livre no Mundial de Natação

Tricampeã do mundo nos 50 metros costas, nadadora brasileira concentra seus esforços nas provas mais velozes em função da disputa dos Jogos Pan-Americanos do Peru