in

Negociação do Vasco com Lodeiro está avançada, mas saída de Barros atrapalha

O Vasco da Gama vem encontrando dificuldades no mercado para reforçar seu tima para a disputa da Libertadores da América 2018. E as coisas ainda podem ficar piores após a saída do gerente de futebol Anderson Barros, que trocou o Cruzmaltino pelo Botafogo, onde já havia trabalhado.

O Vasco estreia na fase prévia da Libertadores no dia 31 de janeiro contra o Universidad Concepcion-CHI e até o o momento só conseguiu contratar o volante argentino Leandro Desábato e o atacante Rildo, pouco para um clube da expressão do Gigante da Colina.

Como se não bastasse a indefinição política do clube, que tem o resultado de sua eleição presidencial sub judice, a saída de Anderson Barros pde prejudicar as negociações que estavam em andamento, como, por exemplo, a do meia uruguaio Lodeiro, ex-Botafogo e jogador da seleção uruguaia.

Lodeiro tem conversas bem adiantadas com o Vasco, a Libertadores é um atrativo e o bom relacionamento com Anderson Barros facilitava o negócio, mas agora as coisas se tornam obscuras.

Outras negociações bem encaminhadas por Anderson foram as renovações com Breno e Wellington – o clube aguarda resposta de ambos sobre a proposta que fez a eles.

Outros nomes que estavam na mira do clube, como o atacante Pavone, do Estudiante, o meia Jacob Murillo, do Delfin SC, do Equador, do atacante Nicolás Fernandez, do Defensa y Justicia, o Volante Nilton, o meia Renatinho, do Paraná, entre outras se torna incógnitas, que tem tudo para melar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 Comentários

Ambulante é morto a tiros na Praia de Copacabana

Botafogo quer Zé Ricardo, do Vasco, para o lugar de Jair Ventura, mas não descarta Jorginho