21.9 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 21 de maio de 2019 4:0524
- Publicidade -

Ministro Raul Jungmann diz que Rio vive ‘falência múltipla dos órgãos’

- Publicidade -

Em meio a guerra declarada as organizações criminosas que agem no Rio de Janeiro, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS), avaliou, nesta segunda-feira, 4, que a cidade maravilhosa vive “a falência múltipla dos órgãos” em decorrência dos escândalos políticos.

“Você tem um ex-governador preso, tem problemas no tribunal regional com atual governador e vice. Você tinha uma liderança que era Eduardo Cunha e também está preso e tem uma falência fiscal com o atraso de salários”, avaliou o ministro após participar de evento de instalação do 3º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), na capital pernambucana.

- Advertisement -

No Recife, Jungmann também revelou que a maior preocupação hoje do Ministério da Defesa é que o crime organizado se pulverize e atinja o poder público. “No Rio de Janeiro, meu maior temor é que se espalhe o crime organizado que captura pedaços do poder público. É aí onde você tem o que chamo de coração das trevas”, disse.

Na sua avaliação, a preocupação é que um “representante ou aliado do crime” suba ao poder financiado pelas organizações. Um exemplo seria a presença de algum integrante de grupo criminoso no controle de determinado batalhão ou delegacia. “É isso que chamo de estado paralelo”, disse o ministro.

Estadão Conteúdo

Últimas Notícias

Alexandre Campello garante reforços no Vasco da Gama e diz que meta e fica entre os 10 primeiros do Brasileirão

O presidente do Vasco da Gama também falou sobre a busca de um terreno para a construção de um Centro de Treinamentos

Estado do Rio tem aumento de mortes por intervenção policial em abril

Número de vítimas registrado em abril foi o menor para o mês nos últimos quatro anos

Werley sobre o Vasco da Gama: “A torcida ainda vai ter muito orgulho desse time”

O zagueiro também falou sobre o início ruim no Campeonato Brasileiro

Contribuinte paga caro pelas mordomias de ex-presidentes; veja os valores

Em 2018, o Estado Brasileiro gastou R$ 4,6 milhões com cinco ex-presidentes

Peruanos protestam contra pedágios em vias construídas por Odebrecht e OAS

São pedágios "contaminados pela corrupção", declarou o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, ao convocar a Câmara dos Vereadores para discutir a questão.

Ford vai eliminar 7 mil empregos; cerca de 10% de sua equipe mundial

Em março, a Ford anunciou a eliminação de mais de 5.000 vagas de empregos na Alemanha.

Luxemburgo confirma barca no Vasco da Gama

Elenco do Gigante da Colina tem mais de 40 jogadores

Bolsonaro diz que reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência

Se a reforma tributária for aprovada pela CCJ, proposta será examinada por uma comissão especial antes de ser analisada pelo Plenário da Câmara