Não sou feminista, mas o futuro será das mulheres, diz Gal

Author

Categories

Share

São Paulo – Gal Costa sempre foi uma figura feminina forte, desde a capa (censurada) do disco Índia, na década de 70, passando pelos seios expostos durante um show na década de 90, até a forma como conduziu a própria vida e carreira.Para ela, o quanto a mulher conseguiu avançar em suas conquistas e quanto ainda é preciso debater sobre isso? “Acho que ainda muito, mas a mulher avançou bastante, hoje tem mulheres ocupando lugares no mundo importantíssimos”, diz a cantora. “Acho que essas mulheres que se destacam, que se empoderam, já fazem naturalmente um trabalho feminista, sem intenção de ser feminista. Não sou feminista, mas acho que o futuro será das mulheres. No futuro, a gente vai dominar.”

Estadão Conteúdo

Author

Share