24 C
Rio de Janeiro
terça-feira, 21 de maio de 2019 12:3448
- Publicidade -

Music Video começa com homenagem a Sofia Coppola

- Publicidade -

São Paulo – Num café da manhã com o repórter do jornal “O Estado de S. Paulo” em Cannes, em maio, Sofia Coppola comentou o próprio estilo. “É uma coisa geracional. Admiro muito o estilo de meu pai (Francis Ford), de Don Siegel (o diretor de O Estranho Que Nós Amamos, o original de 1971). São narradores clássicos, com um domínio da montagem que me fascina, mas eu pertenço a uma geração mais frenética e que o tempo todo está ligada nas novas ferramentas que a tecnologia oferece. Ser hype é estar à frente, dar o que falar. Meus filmes são hype? É uma questão de estar em sintonia com o mundo.”

Ocorre neste final de semana, em São Paulo, a quinta edição do Music Video Festival. O festival multilinguagens é uma iniciativa da Cinnamon Comunicação. Aborda o videoclipe como arte audiovisual. O que isso tem a ver com Sofia Coppola? Pegando carona no fato de que ela se iniciou fazendo clipes, o festival homenageia a filha de Francis Ford Coppola promovendo, nesta sexta, 28, no MIS, a pré-estreia de seu novo longa, O Estranho Que Nós Amamos/The Beguiled, com Nicole Kidman, Colin Farrell, e Kirsten Dunst.

- Advertisement -

Remake do clássico de Siegel, com Clint Eastwood, de 1971, é o terceiro longa de época de Sofia, precedido por As Virgens Suicidas e Marie Antoinette. Seus outros dois longas são peças contemporâneas – Encontros e Desencontros e o altamente hypado Bling Ring – A Gangue de Hollywood. O Estranho passa-se num pensionato de mulheres, no Sul dos EUA, durante a Guerra Civil. Chega esse soldado ferido, do Norte. Pede abrigo. As mulheres o acolhem, mas a presença do macho desencadeia paixões reprimidas. A pergunta que não quer calar – existe um estilo feminino de direção? Siegel criou filmes que esculpiram o mito viril de Clint. Como a mesma história e o mesmo personagem servem a um outro olhar?

Após a pré-estreia desta noite, o Music Video segue no sábado com a performance de Kilo Kish. É o pseudônimo de Kish Robinson, artista nascida na Flórida e que vem desenvolvendo projetos de música experimental associados a moda e cinema. Na participação brasileira, sábado e domingo, o evento promete bate-papos e pocket shows de Kafé, Iza e Rico Dalasam, além da participação de Cypher Kids, reunindo jovens MCs.

Estadão Conteúdo

Últimas Notícias

Alexandre Campello garante reforços no Vasco da Gama e diz que meta e fica entre os 10 primeiros do Brasileirão

O presidente do Vasco da Gama também falou sobre a busca de um terreno para a construção de um Centro de Treinamentos

Estado do Rio tem aumento de mortes por intervenção policial em abril

Número de vítimas registrado em abril foi o menor para o mês nos últimos quatro anos

Werley sobre o Vasco da Gama: “A torcida ainda vai ter muito orgulho desse time”

O zagueiro também falou sobre o início ruim no Campeonato Brasileiro

Contribuinte paga caro pelas mordomias de ex-presidentes; veja os valores

Em 2018, o Estado Brasileiro gastou R$ 4,6 milhões com cinco ex-presidentes

Peruanos protestam contra pedágios em vias construídas por Odebrecht e OAS

São pedágios "contaminados pela corrupção", declarou o prefeito de Lima, Jorge Muñoz, ao convocar a Câmara dos Vereadores para discutir a questão.

Ford vai eliminar 7 mil empregos; cerca de 10% de sua equipe mundial

Em março, a Ford anunciou a eliminação de mais de 5.000 vagas de empregos na Alemanha.

Luxemburgo confirma barca no Vasco da Gama

Elenco do Gigante da Colina tem mais de 40 jogadores

Bolsonaro diz que reforma tributária será apresentada após aprovação da Previdência

Se a reforma tributária for aprovada pela CCJ, proposta será examinada por uma comissão especial antes de ser analisada pelo Plenário da Câmara