26.6 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, 17 de junho de 2019 1:5008
- Publicidade -

Maria Fernanda Cândido diz achar brilhante acerto de contas entre Joyce e Irene em A Força do Querer

- Publicidade -

Maria Fernanda Cândido aprovou a cena que irá ao ar nesta segunda-feira, dia 24, em A Força do Querer quando finalmente, Joyce irá poder se vingar de Irene, após descobrir que a amiga se tornou amante de seu marido, Eugênio, personagem de Dan Stulbach. Em entrevista ao jornal Extra, a atriz contou que aprovou a cena criada por Glória Perez para sua personagem:

– Eu esperava uma reação da minha personagem no dia em que ela encontrasse Irene. Imaginava algo intenso, porque os sentimentos de raiva, revolta e decepção são grandes. Achei brilhante a forma como Gloria (Perez) escreveu, fazendo Joyce usar seu salto alto para bater na rival. Justo o salto que é a grande arma dela!, brincou.

- Advertisement -

Apesar de Joyce ser uma personagem de caráter bastante duvidoso e ter algumas atitudes questionáveis em relação aos filhos Ruy e Ivana, que se descobrirá transgênero, Maria Fernanda Cândido contou que possui uma boa repercussão com o público:

– As pessoas entendem que Joyce tem limitações, defeitos, mas é do bem. Percebo que não conseguem ter muita raiva, mesmo aqueles que reclamam dela. Existia essa agonia em relação à amante, as pessoas queriam que Joyce percebesse logo e me cobravam isso. Como também cobravam a relação com Ritinha. Trata melhor a sua nora, ela é tão legal. Escutava sempre isso.

No capítulo, Irene irá provocar Joyce durante encontro em banheiro de um restaurante. A madame terá ajuda da nora Ritinha para se defender a rival. A esposa de Ruy irá atacar a amante de Eugênio e Joyce só irá finalizar batendo com o salto em cima da inimiga. Apesar das marcas que a personagem irá deixar na arquiteta, é a mãe de Ivana que sentirá a dor de toda a situação:

– É uma dupla traição, porque Irene era a pessoa com quem ela se confidenciava, quem oferecia o ombro para ela desabafar, chorar… A deslealdade de Irene e Eugênio potencializa muito essa dor, esse sentimento de tristeza que a Joyce está sentindo. Irene cavou essa amizade com Joyce e deu tempo para a relação se solidificar. Foi tudo muito maquiavélico. Joyce considerava Irene uma boa amiga, que dava bons conselhos, que a entendia. E essa é a especialidade da Irene: compreender para achar o ponto fraco do outro, explica a intérprete da personagem.

Joyce e Ritinha surram Irene | Foto: Reprodução TV Globo

 

Estadão Conteúdo

 

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias