22.8 C
Rio de Janeiro
domingo, 16 de junho de 2019 11:4800
- Publicidade -

Fabíola quer repetir história de sucesso com o Vôlei Nestlé

Levantadora que ganhou os campeonatos mundial, sul-americano, paulista e a Superliga pelo clube na temporada 2011/12, volta ao ginásio José Liberatti mais experiente, com bagagem internacional e disposta a continuar lutando por títulos pelo time da cidade

- Publicidade -

Fabiola já ganhou tudo em Osasco. Campeã paulista, da Superliga, Sul-Americana e Mundial. Tudo isso na temporada 2011/12. Agora, ela está de volta. E retorna disposta a novas conquistas. A nova levantadora do Vôlei Nestlé chega para ser a maestrina do time que está sendo montado para manter a tradição de lutar pelo pódio em todas as competições. “É uma volta para casa. Estou aqui para lutar pelo objetivo do grupo, que é ser campeão sempre”, resume a atleta, natural de Brasília.

A expressão ‘volta para casa’ é mais que uma figura de linguagem. Fabiola deixou Osasco há três anos para jogar na Europa e depois de passar por times da Rússia e Suíça, o retorno ao Brasil é justamente ao ponto de partida, o ginásio José Liberatti. “Foram três temporadas de muitas vitórias em Osasco. Temporadas que marcaram a minha vida como atleta e estar aqui novamente é uma alegria muito grande. Sempre fui muito bem recebida na cidade. Não só pelo clube e patrocinadores, mas pela torcida”, diz a jogadora, que defendia o Volero Zurich.

- Advertisement -

Fabiola chega pronta para colocar a bagagem internacional a serviço do Vôlei Neslté. “Minha experiência fora do Brasil foi muito boa. Saí quando senti necessidade de conhecer o voleibol mundial, não jogando por Seleção Brasileira, mas por clubes. Passei pela Rússia e Suíça, que praticam um vôlei diferente do nosso, mas são grandes escolas. Foi uma oportunidade de crescimento como atleta e como pessoa. Só acrescentou, porque você acaba conhecendo o esporte em outro nível, enfrentando adversárias que não jogam em seleções, mas são grandes jogadoras. Pretendo colocar esse aprendizado à disposição do time de Osasco”, garante a levantadora, medalha de bronze no Mundial do Japão 2017 com o suíço Volero.

Serenidade – Cérebro da equipe, a levantadora precisa aliar qualidade técnica e foco. Para Fabíola, o tempo é aliado dos jogadores que atuam na posição. “Estou com 34 anos e, depois de defender grandes clubes no Brasil, no exterior e jogar pela seleção, acredito estar mais centrada, mais tranquila. A experiência é uma arma para o levantador”, acrescenta a atleta, recuperada de uma artroscopia no joelho direito, a qual foi submetida dia 28 de março, na Suíça. Ela se se contundiu em um treinamento do Volero para o duelo contra o Vakifbank, pelos playoffs da Liga dos Campeões.

As boas lembranças de Fabiola em Osasco ultrapassam os limites do time. Com a camisa do Sollys Nestlé, foi eleita a melhor levantadora da Superliga por duas temporadas consecutivas (2011/12 e 2012/13). Mas para quem imagina o interesse de colocar o individual à frente do coletivo, ela manda um recado. “Sempre existem metas pessoais, mas o principal é o objetivo do grupo em ser campeão. Vamos lutar para transformar em realidade. Por isso voltei, para dar minha contribuição nessa jornada. Prêmios individuais são consequência do processo”.

Entre as novas companheiros de time, Fabíola já jogou com as centrais Nati Martins e Bia e a ponteira Tandara, que também é natural de Brasília. Uma curiosidade sobre a carreira de Fabíola: ela começou no Sesi de Ceilândia, no Distrito Federal, e nas categorias de base do Força Olímpica, em 1995, atuando como ponteira. Só mais tarde, como juvenil, no Rio de Janeiro, começou a jogar, e a se destacar, como levantadora.

Temporada de bons resultados – Além da levantadora Fabíola, o Vôlei Nestlé já confirmou as renovações de contrato com a meio de rede Bia, a ponteira Tandara, a central Nati Martins, a oposta Paula Borgo, a levantadora Carol Albuquerque e a líbero Tássia. O time de Osasco manteve-se entre as maiores forças do Brasil na temporada 2016/17. No período, o técnico Luizomar e suas comandadas foram campeões paulistas, semifinalistas da Copa do Brasil 2017 e vice-campeões da Superliga 2016/17. No Mundial de Clubes, o time terminou em sexto lugar

Nutrindo os Sonhos dos Jovens – De olho no futuro e na nova geração do vôlei brasileiro, o Vôlei Nestlé reforçou o DNA de seu projeto ao firmar parceria com o Programa Global “Nutrindo os Sonhos dos Jovens”, lançado pela Nestlé na Europa em 2013, e que chegou ao Brasil no final de 2015. A equipe para a temporada 2017/18 deve manter a filosofia de mesclar atletas experientes com jovens, que buscam espaço em um clube tradicional como o Osasco. O programa está voltado para a capacitação de jovens para qualificá-los profissionalmente.

FICHA TÉCNICA
Fabíola
Josefa Fabíola Almeida de Souza
Nascimento: 03/02/1983
Brasília, DF
Altura: 1,84m
Posição: Levantadora

Assine nossa Newsletter

Para ser atualizado com as últimas notícias, ofertas e anúncios especiais.

Últimas Notícias